EDIÇÃO - Ano V

Vida, Saudosas Lembranças…

Documentário - Águia Branca - Espírito Santo


No infinito espaço entre o nascer e o morrer vive um traço particular de experiências e emoções. A morte traz a dor que, com o tempo, acaba por se abrandar, permitindo viver a saudade e as lembranças.
“Não somos datas, mas somos um traço infinito entre o nascer e o morrer… Vida, uma saudosa lembrança é um olhar e encontro de histórias tão incomuns, mas que são capazes de nos produzir semelhantes sentimentos. Saudades… até do que não vivemos com o outro…”

 

Ficha Técnica

Roteiro e Direção: Luciano Guimarães de Freitas

Produção: Lorena Louzada

Direção de Fotografia: Alexandre Barcelos

Som Direto: Huemerson Leal

Edição: Francisco Neto

Trilha Sonora Original: Francisco Neto

Elenco: José Vitorino de Freitas, Vanda Lúcia Vitorino Almeida, Silfarle Modesto de Souza, Otalina Modesto de Souza, Carlos Antônio Modesto de Souza, Luciene Neri

 

Conheça Águia Branca: Fundação: 11 de maio de 1988 / Localização: noroeste do Espírito Santo, a cerca de 200 km de Vitória / 9.519 habitantes / 454 km²/ Gentílico:aguiabranquense

Economia: Baseada na agricultura, principalmente no cultivo de café, e extração e exportação de rochas ornamentais.

História: Data de 1925, a origem da Vila onde se localiza hoje o município. A fertilidade da terra e a abundância de madeira deram grande impulso ao desenvolvimento da região, mais tarde colonizada por poloneses. Foi emancipado do município de São Gabriel da Palha em 1988.

Origem do nome: Se deve ao símbolo que a bandeira polonesa apresenta com uma águia em destaque.

Poloneses: Em 1928, o então governo do Espírito Santo firmou um contrato de colonização com a Polônia, que previa a vinda de poloneses para o norte capixaba. Em 1929, as famílias polonesas que desembarcaram no Brasil criaram um novo vilarejo, se instalando na região onde hoje é Águia Branca. Diversas características da tradição cultural polonesa ainda estão presentes no município, como danças, músicas e culinária típica.

O que visitar: Museu do Imigrante Polonês, Parque Municipal Recanto dos Jacarés, sítios e cachoeiras.

O AUTOR

Eduardo Silva dos Reis

Ubaporanga - Minas Gerais

Escolaridade: segundo grau

Voltar
 
  1. facebook
  2. instagram
  3. youtube