EDIÇÃO - Ano IV

Partituras do Tempo

Ficção - Gaurama - RS


Baseado em relatos deixados por Paulo Carlos Moron, que tinha 8 anos em 1912, quando chegou à Estação Barro, atual Gaurama. Veio da Alemanha e seu pai trouxe um clarinete. Outros colonos também eram músicos: Arthur Krüger tocava violino e Giácomo Bez, acordeom. Do encontro resultou o primeiro grupo musical do norte do Rio Grande do Sul, no início do século XX.

Ficha Técnica
Roteiro e direção: Gladis Helena Wolff
Produção: Gladis Helena Wolff, Raul Expedito Moron, Armin Schuster, Kátia Kerber, Margarete Golin, Renan Voievoda e Ruthi Glei Morales
Imagens: Davi Pretto
Edição: Bruno Carboni
Som: Marcos Lopes da Silva
Elenco: Camilo Bevilacqua, Alexandre Pompermaier, Josilca Fátima Zen, Júlia Rodrigues Moron, Maria Constância De Marco Wolff, Gabriel Henrique Asen, Lucas Alberto Tonin Matté, Antônia Pagliosa Moron, Maíra Pagliosa Moron, Rudolfo Affonso Krüger, Virgílio Pedro Baldissera, Alan Asturian e André Anderson Barbieri

Conheça Gaurama: Fundação: 15 de dezembro de 1954 / Localização: Noroeste do Rio Grande do Sul, a 381 km de Porto Alegre/ 5.862 habitantes / 204 km2 / Gentílico: gauramense

Economia: O leite é um dos principais produtos da cidade, que também conta com indústrias e um importante setor de serviços.

História: A história do município inicia com a presença indígena nas terras cobertas de pinheiros. O povoamento de Gaurama teve seu início em 1910, com a chegada da Ferrovia São Paulo – Rio Grande, que atraiu imigrantes. Como a estação ferroviária serviu de referência para centenas de colonizadores, a ocupação do seu entorno foi imediata. Casas comerciais e de hospedagem foram sendo construídas próximas à estação e junto aos trilhos, não havendo um planejamento urbanístico. Por esta razão, a cidade hoje tem a peculiaridade de ter os trilhos no centro e a estação centenária no Largo da Prefeitura, numa configuração urbanística peculiar, sem quadras traçadas ou definidas.

Origem do Nome: Dizem derivar de “ngayrama” (planta semelhante ao ingá).

Festas: A festa de aniversário do municípo em dezembro é uma das mais movimentadas.  Outra festa tradicional é o carnaval de rua, que foi recentemente resgatado e revitalizado com desfile de blocos e participação das famílias no evento.

Turismo: Como atrativos no âmbito do turismo rural há três locais belíssimos: Cascata do
Salto, Parque Camping Desbravadores e Pesque e Pague Delevatti. Os viadutos da ferrovia construídos em metal, para transpor profundos vales, são outros atrativos.

Folclore e Cultura: Um evento anual é o Encontro de Corais, e atualmente a população também conta com aulas gratuitas de violino, teatro, violão, dança, capoeira e fanfarra. Também em 2010 iniciou-se na cidade o projeto Cine Mais Cultura.

Patrimônio Histórico: A Estação Ferroviária abriga o Museu Municipal Irmã Celina Schadorig. Para a realização do filme do Revelando os Brasis, ela recebeu reparos e nova pintura, além de placas originais restauradas.

O AUTOR

Gladis Helena Wolff

Gaurama - RS

Nasceu em 1954 Mestre em História Regional Professora

Voltar
 
  1. facebook
  2. instagram
  3. youtube