EDIÇÃO - Ano I

O GRITO DE BAMO

Documentário - Arroio do Tigre - Rio Grande do Sul


Ficha Técnica
Roteiro, Direção e Produção:
Gilmar Rogério Wendel
Imagens e Edição:
Gabriel Athanazio
Rodrigo Duarte

O GRITO DE BAMO

Documentário: Nos anos 30, os camponeses pobres da região de Arroio do Tigre começaram a se organizar, entrando em conflito com os interesses dos donos das terras e dando origem ao movimento que ficou conhecido como O Grito de Bamo. Além da luta pela terra, havia também a mística religiosa. O Grito de Bamo (“bamo” é uma corruptela de “vamos”) resultou em muitos feridos e alguns mortos – não há dados oficiais, mas conta-se que pelo menos 15 pessoas morreram durante o conflito.

Conheça Arroio do Tigre: Fundação: 1963 / Localização: Vale do Rio Pardo, a 251km da capital / 11.922 habitantes / 311km²

A ocupação da região onde se localiza Arroio do Tigre começou por volta de 1900, com a chegada das primeiras famílias de origem alemã, procedentes das “colônias velhas” de Santa Cruz do Sul e arredores. Depois, vieram italianos e luso-brasileiros. Em 1920, a Vila Tigre começou a tomar forma. Até 1929, a vila fazia parte do município de Soledade; depois, foi incorporada a Sobradinho. A emancipação deu-se em 6 de novembro de 1963.

O AUTOR

Gilmar Rogério Wendel

Arroio do Tigre - Rio Grande do Sul

Escolaridade: segundo grau Agricultor

Voltar
 
  1. facebook
  2. instagram
  3. youtube