EDIÇÃO - Ano IV

Loucos por Bocha

Documentário - Arroio do Meio - RS


Esporte de origem italiana, a bocha é a paixão dos moradores de Arroio do Meio. A cidade, de 18 mil habitantes, na região central do Rio Grande do Sul, tem diversos campeonatos da modalidade e dezenas de quadras espalhadas por clubes e bares. Jovens, adultos e idosos; mulheres e homens: todos se mobilizam com a bocha.

Ficha Técnica
Roteiro, direção e produção:
Thiago Stürmer
Imagens: Carlos Eduardo Garcia Silva
Edição e som: Evandro Garcia Silva

Conheça Arroio do Meio: Fundação: 28 de novembro de 1934 / Localização: região centro oriental do estado, a 126 km de Porto Alegre / 18.783 habitantes / 158 km2 / Gentílico: arroio-meense

Economia: Destaca para avicultura, suinocultura e produção leiteira. Destacam-se também as indústrias coureira, calçadista, de alimentos, de ração, de limpeza, de evaporadores, de móveis, de artefatos de pedras e as olarias. O município dispõe de um comércio varejista dinâmico.

História: Na primeira metade do século XIX, duas sesmarias foram cedidas a desbravadores que ocuparam a região próxima ao Rio Taquari e ao arroio da Forqueta. Em 1853 foi fundada a colônia de Arroio do Meio com famílias brasileiras e alemãs. Em 1876, criou-se uma Capela sob a invocação de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Os italianos chegaram por volta de 1891.

Origem do Nome: Sua denominação, ao que tudo indica, originou-se da existência de três arroios vizinhos: o Grande, o do Meio e o Forqueta. A cidade recebeu este nome pois está situada junto ao arroio posicionado entre o arroio Forqueta e o arroio Grande.

Festas: As festividades mais famosas são a Gincana The Horse, que ocorre anualmente no mês de maio; a CulturArte, semana de acontecimentos culturais, com mostras teatrais, Feira do Livro, palestra com escritores de renome nacional, geralmente no mês de setembro; a Festicam, Festival da Canção Arroiomeense; a Semana do Município, que ocorre no final do mês de novembro; e a Frangofest, a Festa Estadual do Frango.

Turismo: Os principais pontos turísticos são a Ponte de Ferro, construção de 1939 que liga Arroio do Meio a Lajeado; a Igreja de Pedra, construção iniciada em 1950 e concluída em 1951; a Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, construída em estilo gótico no ano de 1940, e que ainda conserva sua arquitetura original. A Praça Flores da Cunha possui um calçadão que é usado pelos cidadãos como área de lazer.

Culinária: A herança gastronômica alemã mantém-se forte através de iguarias típicas da culinária alemã: pães, cucas, schimier, melado, nata, kasschmier, linguiça, lombo de porco, tripa recheada e o tradicional apfelstrudel, famoso folhado de maçã.

Padroeira: Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Patrimônio Histórico: Palacete Zimmermann, construído no ano de 1921, em estilo eclético, também conhecido com Vila Emilia, e a Igreja de São Vendelino, no Distrito de Forqueta, construída em 1906.

O AUTOR

Thiago Stürmer

Arroio do Meio - RS

Nasceu em 1987 Formado em Jornalismo Jornalista

Voltar
 
  1. facebook
  2. instagram
  3. youtube