EDIÇÃO - Ano IV

As Voltas do Mundo

Documentário - Aroeiras - PB


A capoeira assume o papel de agente transformador social. Foi através da dedicação e do amor por esta arte, que a professora Virgínia Passos, coordenadora do “Capoeira Luanda”, fez com que diversas pessoas conseguissem transpor barreiras, trilhando caminhos distintos, que levaram a um só lugar: o da roda de capoeira, que modificou vidas, dando uma melhor perspectiva para cada uma delas.

Ficha Técnica
Roteiro, direção:
Fabrício Santana
Produção: Fabrício Santana, André da Costa Pinto e Danilo Alves
Imagens: Helton Paulino
Edição: Adam Bruno e Renato Hennys
Som: Bernardo Hennys e Nathan Cirino
Trilha sonora original: Rodrigo Souza e Virgínia Passos

Conheça Aroeiras: Fundação: 02 de dezembro de 1953 / Localização: região metropolitana de Campina Grande, agreste paraibano, a 178 km de João Pessoa / 19.089 habitantes / 375 km2 / Gentílico: aroeirense

Economia: Agricultura familiar, pequenas lavouras e pecuária, e o comércio local.

História: Aroeiras tem sua história ligada à construção de um casa de farinha de propriedade de Antônio Gonçalves, para onde iam os produtores de mandioca. Ao lado dessa casa começou a funcionar uma feira sob rústica latada de palha de coco de catolé e um abrigo de propriedade do Sr. João de Souza, de tradicional família da região, razão pela qual o lugar recebeu o nome de Feira de Catolé dos Souzas. A feira foi crescendo e logo surgiram outras casas, formando um núcleo populacional.

Origem do Nome: A abundância da árvore Aroeira na região.

Festas: Festa de São João, em junho, na qual se apresentam diversas bandas de forró da região, com ornamentação especial, encontro de quadrilhas e corrida de jegues. A festa atrai turistas de todo o Estado. O carnaval de rua tem apresentações de bandas e manifestações folclóricas.

Turismo: Um dos eventos mais tradicionais da cidade é a feira livre, que acontece todos os sábados.

Folclore e Cultura: É muito forte o Bumba Meu Boi, com algumas peculiaridades.

Padroeira: Nossa Senhora do Rosário

O Que Visitar: Trilha do Cangaço remonta a história do cangaceiro Antônio Silvino, que acontece sempre no mês de agosto. Ele foi precursor do cangaço, antes de Lampião, e teve uma passagem importante pelo município de Aroeiras. A cidade tem intenção de criar um Memorial do Cangaço.

Patrimônio Histórico: São quatro prédios tombados: a Igreja Matriz, o Mercado Público, a primeira Câmara Municipal e a Casa de Pedro Paulo de Andrade.

 

O AUTOR

Fabrício Santana

Aroeiras - PB

Nasceu em 1980 Ator e jornalista

Voltar
 
  1. facebook
  2. instagram
  3. youtube