EDIÇÃO - Ano VI

O QUE RESTA DA IMAGEM

Documentário - Laranja da Terra - ES


Roteiro, direção e produção: Rafael Wolfgramm

Assistente de produção: Monique Ahnert Kuster

Diretor de fotografia: Rafael Mazza

Técnico de som: Greco Nogueira

Produtora executiva: Beatriz Lindenberg

Produtora de set: Patricia Cortes

Fotógrafo still: Ratão Diniz

Montagem: Fernanda Rondon

Colorização: Cristiano Costa e Elieser Jairo

Edição de som e mixagem: Bernardo Gebara

Trilha sonora: Martinho Seibel

 

Documentário: Entre os anos de 1930 e 1960, um fotógrafo fez os primeiros registros da vida dos pomeranos no interior do Espírito Santo. Suas imagens ainda ecoam nas lembranças dos moradores de uma vila, que contam suas histórias a partir desses registros. Nesse documentário, imagem é memória.

“Esse espírito sonhador fez com que Francisco deixasse de ser voltado unicamente para a agricultura, principal fonte de renda na época, e passasse a buscar dentro de seu meio rural outras opções de renda, muito mais diversas do que as pensadas na época. Seu tempo era dividido entre as atividades no laboratório fotográfico pela manhã, e, à tarde, voltava-se para a produção de móveis e também à agricultura. Durante os finais de semana, viajava pelos interiores da região para exercer suas atividades de fotógrafo, em casamentos ou até velórios.”

 

Conheça Laranja da Terra: Fundação: 10 de maio de 1988 / Localização: Centro-oeste espírito santense, a 179 km de Vitória / 10.826 habitantes / 458,370 km²

 

História: Por volta do ano de 1900 teve início a imigração de colonos de origem alemã, situados em ‘terra fria’ (Região de Santa Leopoldina) para as regiões de altitude mais baixa.  Os imigrantes eram geralmente pessoas jovens, que esperavam encontrar na ‘terra quente’ melhores condições de vida, pois comentava-se que essas terras eram abundantes e férteis, além de bem servidas por rios. Em 1910 instalou-se no local Wilhelm Seibel. Depois vieram seus irmãos e com a vinda de uma família inteira, teve início em Laranja da Terra, a colonização de descendentes de origem alemã.

 

Cultura Pomerana: Os imigrantes pomeranos conservam a língua, a culinária e os rituais de casamento. Os grupos folclóricos permitem que as tradições sejam passadas aos mais jovens, além de ser uma forma de exposição para a cultura local. As festas são muito importantes na cidade, com destaque para o aniversário da cidade, em maio, e o Festival de Concertina, em setembro, com a Produção do Maior Brote (pão feito de milho) do Brasil.

 

Economia: A economia de Laranja da Terra está baseada na agricultura.

O AUTOR

Rafael Wolfgramm

Laranja da Terra - Espírito Santo

Nasceu em 1995. Ensino Superior. Arquiteto.

Voltar
 
  1. facebook
  2. instagram
  3. youtube