EDIÇÃO - Ano VI

Noite de encontro e celebração comunitária em Guarujá do Sul, em Santa Catarina

Mais uma vez o Circuito Nacional de Exibição Revelando os Brasis VI experimentou o acolhimento de uma comunidade do interior se misturando ao calor do cinema. A sessão de lançamento do filme Tropel, de Cesar Theis, gravado no município com a participação dos moradores, estava marcada para acontecer na praça mas a instabilidade do tempo com a chegada da chuva à cidade deixou a equipe em alerta para o risco de montar a estrutura de exibição numa área ao ar livre.

Com a ajuda de lideranças locais, a produção do projeto encontrou um espaço ideal para reunir as pessoas já bem conhecido dos moradores: o Centro de Tradições Gaúchas (CTG). A notícia da mudança de local logo começou a circular pela região. A rádio comunitária do município fortaleceu o convite. E o diretor da ficção deu uma entrevista na Rádio São José do Cedro. Quem deu uma força carinhosa na mobilização foi a Clarice Theis, mãe do diretor.

Quando a noite foi caindo, logo começaram a chegar os espectadores vindos de diferentes partes da cidade. Estudantes do turno escolar noturno chegaram num ônibus liberado pela administração municipal para uma aula diferente, desta vez sobre cinema. Para aquecer ainda mais a noite, alguns espectadores aproveitaram a alegria do encontro para beber o chimarrão ou mate, bebida tradicional sulista.

Todo o elenco, acompanhado da família, marcou presença: Giovani Luís Lenharte, Gustavo de Bertoli, Maria Nelci Dreschi e Nelson Reinish. A oportunidade de ver o resultado das filmagens na telona trouxe uma grande alegria para os atores e para a comunidade, enaltecendo o sentimento de pertencimento. O filme conta a história de Tito, um menino que vive numa região rural e aprende a entender, sentir e admirar o mundo através da relação de afetividade com os avós. O roteiro foi inspirado nas lembranças de infância e adolescência do diretor.

“Como participante do projeto Revelando os Brasis posso dizer do orgulho que foi ter esta produção apresentada aqui na cidade numa sessão aberta e gratuita para toda a população. Muito importante as pessoas verem-se, terem participado, terem o seu nome junto à obra; e poder fazer cinema mesmo num município pequeno como Guarujá do Sul. Ter algo que o representa, algo constituído, que materializa a sua existência, uma recordação, uma memória transformada numa obra audiovisual”, destaca Cesar Theis.

Muito obrigada, Guarujá do Sul! Gratidão a todos pelo carinho. Obrigada à Prefeitura Municipal e ao CTG pelo apoio. O Circuito Revelando os Brasis pega a estrada em direção a Antônio Prado, no Rio Grande do Sul.

Fotos: Ratão Diniz

 
  1. facebook
  2. instagram
  3. youtube