EDIÇÃO - Ano VI

Guerreira Gavião ganha telona em Bom Jesus do Tocantins, no Pará

Após sonhos que se repetem, uma jovem decide buscar a verdade sobre o passado. O mistério faz parte do enredo do filme “A Guerreira Gavião”, de Robson Messias, que terá lançamento duplo no próximo final de semana, integrando o Circuito Nacional de Exibição Revelando os Brasis VI. As exibições acontecem no sábado (15/09), na Praça Jader Barbalho, no Centro, e no domingo (16/09), na Aldeia Parkatejê, ambos em Bom Jesus do Tocantins (PA), sempre às 19 horas.

Iniciada em 22 de agosto, a caravana de cinema seguirá até 11 de outubro por ruas e praças de doze estados para exibir em sessões abertas e gratuitas as ficções e documentários feitos por moradores de pequenas cidades com até 20 mil habitantes. Os 15 filmes de curta-metragem foram produzidos pelo projeto a partir de histórias reais ou inventadas contadas e dirigidas por moradores das próprias comunidades. O Revelando os Brasis Ano VI tem patrocínio da Petrobras e realização do Instituto Marlin Azul.

A estrada – Adaptado para se transformar em cabine de projeção, o caminhão-cinema é equipado com uma tela de seis metros de altura, projetores, sistema de sonorização e 200 cadeiras para acomodar os espectadores. Ao longo de 51 dias, a caravana irá visitar as seguintes cidades: Vargem Alta e Laranja da Terra (ES), Urucuia e Barroso (MG), Lençóis e São José do Jacuípe (BA), Quebrangulo (AL), São Domingos do Cariri (PB), Icapuí (CE), Bom Jesus do Tocantins (PA), Arraias (TO), Nossa Senhora do Livramento (MT), Guarujá do Sul (SC), Antônio Prado (RS) e Águas de Lindóia (SP). Também recebem a mostra os municípios de Linhares (Vila de Regência) e São Mateus, no Espírito Santo.

Oito documentários, seis ficções e um filme que mistura os dois gêneros compõem a sexta edição do Revelando os Brasis. Além da obra produzida na cidade, cada sessão inclui a exibição de uma seleção de filmes feitos em outros municípios, totalizando uma programação de uma hora e meia de duração. Com direção, roteiro e produção dos moradores selecionados, a mostra traz um conjunto de histórias sobre memórias, lendas, personagens populares e tradições das pequenas cidades, destacando temas que registram a diversidade cultural brasileira e valorizam novas expressões e novos olhares sobre o Brasil.

A história – Inspirada em histórias reais, a ficção conta a jornada de uma jovem em busca de suas origens. Atormentada pelo sentimento de dúvida e não pertencimento, ela decide enfrentar os parentes e buscar a verdade sobre sua história. De acordo com o diretor, o filme denuncia a violência vivida por famílias vítimas de crimes de rapto de crianças e pretende, ao mesmo tempo, refletir sobre a importância de valorização da ligação do povo indígena com sua terra, tradições e costumes. A obra retrata o tema através do resgate e do reencontro. Para realizar a produção, o diretor mobilizou toda a comunidade, em especial os moradores da Aldeia Parkatejê, localizada dentro da Reserva Mãe Maria, um dos principais cenários do curta-metragem. As cenas contaram com a atuação da população indígena, da etnia Gavião, inspiradora da história.

 O diretor – Robson Messias nasceu em São José do Prado, na Bahia, e deixou as terras baianas ainda pequeno, em meados dos anos 70. O artesão é filho de professora e desde adolescente participa de movimentos sociais ligados, em especial, à luta pela terra e a moradia e pela valorização dos povos indígenas. “Gravar um filme, quem imaginaria? Para mim, não passava nem mesmo pela ideia. Há um tempo até tentei fazer um filme, mas não sabia por onde começar. Daí, recebo a grande oportunidade de participar desta experiência única que levo comigo para o resto da minha vida. Vou tentar multiplicar esta experiência. O mais interessante foi aprender como se faz, como num filme se tem uma dedicação a cada detalhe, como o som, a fotografia, o cenário, o elenco. Tudo isso despertou em mim uma vontade imensa de continuar fazendo filmes”, salienta o diretor.

SERVIÇO

Revelando os Brasis Ano VI

Circuito Nacional de Exibição

 

Lançamento do filme A Guerreira Gavião

Data: 15 de setembro (sábado)

Local: Praça Jader Barbalho – Bom Jesus do Tocantins (PA)

Horário: 19 horas

 

Data: 16 de setembro (domingo)

Local: Aldeia Parkatejê – Bom Jesus do Tocantins (PA)

Horário: 19 horas

 

A Guerreira Gavião

Direção, roteiro e produção: Robson Messias

Bom Jesus do Tocantins – Pará

Nasceu em 1970. Ensino Médio. Artesão.

 

Fotos: Gustavo Louzada

 
  1. facebook
  2. instagram
  3. youtube