EDIÇÃO - Ano VI

Cultura popular celebrada em noite de cinema em Quebrangulo (AL)

Uma noite para celebrar a cultura popular, o folclore, o sincretismo religioso e o respeito à diversidade por meio da telona do cinema. Assim foi o lançamento do curta-metragem “Nêga da Costa” em Quebrangulo, Alagoas. Dirigido por Joelson de Oliveira, o documentário mostra esta tradição folclórica alagoana: homens usando vestidos brancos e com a pele pintada nos remetem aos tempos duros da escravidão. A tradição teria surgido nos engenhos da região, quando os negros escravizados tentavam confundir os senhores, que iam em busca de mulheres nas noites de dança próxima às senzalas.

Na sessão, a abertura ficou por conta da apresentação do grupo Nêga da Costa, além do músico local Duda da Gaita. Cerca de 800 pessoas lotaram a Praça da Estação e acompanharam, além do filme feito em Quebrangulo, outra produções dessa sexta edição do Revelando os Brasis.

“O que eu mais gostei no filme é a forma como ele trata de um assunto sério, e ao mesmo tempo divertido. Eu acredito que o pessoal curtiu, várias pessoas vieram me parabenizar. Em alguns momentos o público assistiu
em silêncio, e em outros as pessoas mostraram se divertir. Para mim foi um momento emocionante em poder mostrar pra minha comunidade o resultado de um trabalho documenta a nossa cultura”, conta Joelson de Oliveira após a sessão.

Nosso caminhão-cinema pega agora a estrada rumo a São Domingos do Cariri, no interior paraibano!

Fotos: Ratão Diniz

 

 
  1. facebook
  2. instagram
  3. youtube