EDIÇÃO - Ano VI

Circuito pega a estrada festejando identidade quilombola

A caravana de cinema da sexta edição do Revelando os Brasis transbordou de alegria e afeto nas duas primeiras sessões de exibição dos filmes feitos por moradores de pequenas cidades brasileiras. O caminhão-cinema recebeu as bênçãos dos moradores de Vargem Alta, na região de montanhas do Espírito Santo, nesta quarta-feira (22/08) e quinta-feira (23/08). Centenas de pessoas assistiram ao filme “A Viagem de Seu Arlindo”, da diretora Sheila Altoé, uma obra feita em conjunto por várias mãos, numa costura comunitária repleta de gratidão e memória.

Misturando ficção e documentário, a história de Seu Arlindo é um dos inúmeros contos, lendas e causos contados pelos antigos moradores da região. Ao ser resgatado e transformado em filme, o relato despertou a vontade das novas e antigas gerações de redescobrir suas histórias, costumes e tradições guardados na Comunidade Quilombola de Pedra Branca. Ao tocar as lembranças, os moradores reencontraram o Caxambu, antiga manifestação de dança do quilombo, e despertaram para um novo olhar sobre a identidade cultural quilombola.

A programação do circuito na cidade foi marcada por este processo de redescobrimento. Logo na parte da tarde, na quarta-feira, os moradores se reuniram para discutir formas de organizar e defender seus traços e manifestações quilombolas, herdados dos ancestrais negros escravizados que viveram na região.

A roda de conversa contou com a mediação do representante da Coordenação Estadual das Comunidades Quilombolas do Espírito Santo – Zacimba Gaba, Arilson Ventura, que também lidera a Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq). Segundo Sheila Altoé a reunião estimulou a comunidade na busca pelo conhecimento e a autonomia através da luta em defesa dos direitos quilombolas e na diminuição dos impactos sociais e ambientais sofridos pela comunidade ao longo do tempo.

Depois da reunião, os moradores se reuniram em frente à telona para ver o filme e assistir à apresentação das mulheres e das crianças dos grupos de Caxambu redescobertos durante a gravação de “A Viagem do Seu Arlindo”. Cerca de 400 pessoas prestigiaram a primeira exibição realizada na quarta-feira (22/08), na Comunidade Quilombola de Pedra Branca.

No dia seguinte, na quinta-feira (23/08), foi a vez da sede do município receber o circuito de cinema. A programação contou mais uma vez com a presença do Caxambu e, nesta noite, com a exibição da capoeira nascida do trabalho de capoterapia desenvolvido na cidade, com apresentação do grupo Filhos da Princesa do Sul. O segundo dia reuniu uma plateia de 500 espectadores.

Na avaliação da diretora, o filme é um divisor de águas na vida da comunidade que não se sente mais esquecida e começa a se fortalecer para resgatar e preservar seus valores e saberes quilombolas. “O lançamento foi maravilhoso! A comunidade toda abraçou o evento. Todo mundo participou e ficou muito feliz e emocionado de ver a própria história sendo contada na tela. As pessoas se sentiram valorizadas. É o resultado de um trabalho muito bacana que o Instituto pôde proporcionar através do edital do Revelando os Brasis para os municípios com menos de 20 mil habitantes. O resultado deste filme é surpreendente. Primeiro pelo resgate cultural e pela valorização das pessoas da comunidade, das pessoas do interior, das coisas simples e bonitas de se ver”, comemora Sheila Altoé.

Amamos Vargem Alta! Nosso agradecimento especial a comunidade de Pedra Branca e à Prefeitura Municipal de Vargel Alta. Agora, o Circuito Nacional de Exibição do Revelando os Brasis Ano VI segue o caminho em direção a Laranja da Terra, no estado capixaba.

Confira as fotos da sessão de Vargem Alta:

Fotos: Ratão Diniz

 
  1. facebook
  2. instagram
  3. youtube