Melhores momentos no Maranhão!

A antiga manifesta‹o cultural de curar males do corpo e da alma atravŽs de benzimentos motivou o professor universit‡rio Reinaldo Moraes Guimar‹es a escrever a hist—ria ÒAs Benzedeiras do Azeit‹oÓ, selecionada pela quinta edi‹o do Revelando os Brasis para ser transformada em filme.
O document‡rio foi lanado na noite do dia 13/11, na Avenida M‡rio Bezerra (em frente ao ColŽgio Paulo Ramos), em S‹o Domingos do Azeit‹o, no Maranh‹o, como parte da programa‹o do Circuito Nacional de Exibi‹o do projeto. O projeto Ž realizado pelo Instituto Marlin Azul com patroc’nio da Petrobras.

 

O Maranhão foi o último estado da Região Nordeste a receber o Circuito Nacional de Exibição do Revelando os Brasis V. Com pouco mais de 7 mil habitantes, São Domingos do Azeitão foi selecionado com a história que resgata a antiga tradição de curar males do corpo e da alma com oração e a fé em Deus e nos santos. De autoria do professor universitário, Reinaldo Guimarães, “A Benzedeiras do Azeitão” ganhou a telona de cinema no dia 13 de novembro.

Na plateia, as personagens do documentário: Dona Maria Resplande, Maria do Joaquinzinho, Maria do João Tiúca, Dom dom Moreno. O filme transformou-se em homenagem especial para Dona Júlia, que participou das gravações, mas faleceu tempos mais tarde.

“Foi perfeita a exibição do filme na cidade. As pessoas se envolveram. O pessoal das escolas, das universidades. A população ficou encantada não só com o nosso filme mas também com as histórias das outras cidades. A Dona Júlia encerra o documentário ensinando o benzimento a uma criança. Parece até uma profecia porque a gente encerrou o filme com uma benzedeira transmitindo o conhecimento. E na exibição do documentário, ela já tinha falecido”, observa Reinaldo. A sessão reuniu 450 espectadores.

Três dias depois, em 16 de novembro, a Caravana Revelando os Brasis Ano V desembarcou na capital maranhense. A mostra do projeto foi exibida no Cine Lume, em São Luiz. Para o diretor, o projeto é um divisor de águas na sua minha vida e na vida da pequena São Domingos do Azeitão. “O Revelando os Brasis nos permite novos contatos, novos conhecimentos, aprender novas coisas, ter contato com pessoas com pensamentos diferentes. E a gente passa a ser visto com outros olhos pela nossa comunidade. É um projeto que transforma a vida dos revelandos”, destaca o Reinaldo Guimarães.

 

Fotos: Ratão Diniz

 

 

 

Deixe seu comentário