EDIÇÃO - Ano VI

Revelando os Brasis dança a Sússia em Comunidade Quilombola do Tocantins

Manifestação cultural será transformada em filme na sexta edição do projeto. As gravações acontecem de sábado (dia 27) a segunda-feira (29), na comunidade Quilombola de Lagoa da Pedra, em Arraias (TO). A direção é de Lucrécia de Moura Dias, moradora da cidade selecionada no Revelando os Brasis.

 

As saias floridas rodadas balançam no ritmo da bumba e da caixa. Crianças, mulheres e homens dançam, tocam e se divertem nas rodas de Sússia, uma manifestação cultural típica de comunidades quilombolas do sudoeste do Tocantins que agora vira filme no Revelando os Brasis. Dirigido por Lucrécia de Moura Dias, moradora do município de Arraias (TO), o filme será gravado de sábado (27) a segunda-feira (29).

Lucrécia conta que se inscreveu no Revelando os Brasis com intuito de dar visibilidade e valorizar a vida no campo e as características culturais e históricas das comunidades da região. “O fato de ser uma quilombola, tenho meu valor, tenho o direito de estar numa universidade, de estudar, de assumir minha identidade como quilombola, como preta, como pessoa que tem valor, que tem conhecimento, tem uma cultura. Tem que ter orgulho do que a gente tem lá e do que a gente é”, conta a diretora.  

A comunidade de Lagoa da Pedra foi a primeira do Tocantins reconhecida como remanescente quilombola pela Fundação Cultural Palmares. A Sússia é uma das principais manifestações culturais da região, também presente em outras comunidades quilombolas. “As pessoas da comunidade dizem que a Sússia é um samba, mas é diferente do samba que as pessoas conhecem. É uma dança bem bonita, dança mulher com mulher, homem com homem, e mulher com homem”, conta Lucrécia.

Entre 14 e 27 de agosto, Lucrécia de Moura Dias e os demais moradores de cidades brasileiras com até 20 mil habitantes selecionados pelo projeto participaram da Oficina de Formação Audiovisual do Revelando os Brasis, no Rio de Janeiro. Com aulas de roteiro, direção, fotografia, som, produção, entre outras, os participantes voltaram para suas cidades com os roteiros prontos e a tarefa de mobilizar a comunidade local para participar das gravações. Os filmes desta sexta edição serão gravados até o fim de janeiro.

Veja fotos de Lucrécia de Moura Dias durante a Oficina de Formação Audiovisual no Rio de Janeiro:

Fotos: Ratão Diniz/Instituto Marlin Azul

 

Galeria de Imagens

 
  1. facebook
  2. instagram
  3. vimeo
  4. youtube